17/11/2017

Contratação de Técnico Superior (M/F) para a Unidade de Transferência de Tecnologia da UA


Pretende-se contratar em regime de contrato de trabalho a termo resolutivo certo um trabalhador equiparado a Técnico Superior, para ocupar o posto de trabalho de Gestor de Projetos.
Publicitação: Diário de Notícias, edição de 17 de novembro de 2017.
I - Nos termos da alínea c) do n.º 3 do artigo 23º dos Estatutos da Universidade de Aveiro, homologado pelo Despacho Normativo n.º 18-A/2009, publicados na 2ª Série do Diário da República, de 14 de maio de 2009, e do Regulamento Interno de Carreiras, Retribuições e Contratação de Pessoal não Docente e não Investigador em Regime de Contrato de Trabalho, publicado na 2ª Série do Diário da República n.º 223, de 17 de novembro de 2009, pretende-se contratar em regime de contrato de trabalho a termo resolutivo certo, com fundamento no disposto no artigo 140.º do Código do Trabalho, aprovado e publicado em anexo, pela Lei n.º 7/2009, de 12 de fevereiro, no âmbito do Projeto “INESPO III - Rede de Transferência de Conhecimento Universidade-Empresa. Região Centro de Portugal-Castilla y León”, aprovado no âmbito do Programa INTERREG V-A Espanha-Portugal (POCTEP) 2014-2020 – Programa Operativo de Cooperação Transfronteiriça Espanha-Portugal, um trabalhador equiparado a Técnico Superior, para ocupar o posto de trabalho de Gestor de Projetos, com as seguintes atribuições:
  • Elaboração e acompanhamento dos processos de candidaturas a projetos financiados;
  • Planeamento, acompanhamento e controlo da execução de projetos;
  • Apoio à elaboração de processos administrativos realizados no âmbito dos projetos;
  • Acompanhamento de auditorias;
  • Articulação interna entre setores e interlocução com entidades externas, nomeadamente com as entidades financiadoras;
  • Elaboração de planos e relatórios de atividades;
  • Divulgação de informações internas/externas pertinentes.
II — REQUISITOS DE ADMISSIBILIDADE:
HABILITAÇÕES
- Mestrado em Gestão ou áreas afins.
III — OUTROS REQUISITOS
- Experiência de pelo menos 3 anos, no desempenho de funções análogas às atribuições indicadas no ponto I, em instituições congéneres;
- Experiência comprovada na área da transferência de tecnologia, com especial enfoque na área do empreendedorismo;
- Conhecimentos do enquadramento legal e dos procedimentos administrativos de financiamentos nacionais e internacionais;
- Conhecimentos de informática na ótica do utilizador.
IV — REGIME:
Contrato de trabalho a termo resolutivo certo, por um ano, renovável nos termos legais.
V — RETRIBUIÇÃO:
Equiparado ao correspondente à carreira de Técnico Superior, na 1ª posição remuneratória, nível 11 (€ 995,51), acrescido do direito a subsídios de refeição, de férias e de Natal.
VI — HORÁRIO DE TRABALHO:
Período de 40 horas semanais, em regime de exclusividade, sujeito ao cumprimento de horário diário, nos termos da legislação aplicável e da regulamentação interna.
VII — LOCAL DE TRABALHO: Unidade de Transferência de Tecnologia da Universidade de Aveiro.
VIII – COMPOSIÇÃO DO JÚRI:
Presidente: Professor Doutor Paulo Jorge de Melo Matias Faria de Vila Real, Professor Catedrático e Vice-Reitor da Universidade de Aveiro;
Vogais efetivos: Licenciada Maria de Lurdes Leitão Pereira, Chefe de Divisão e Mestre Eva Sofia Cruz Andrade, Técnica Superior, ambas da Universidade de Aveiro.
Vogais suplentes: Mestre Ana Teresa Beirão Costa Pinto, Técnica Superior e Engenheiro Sérgio Manuel Ferreira da Cruz, Especialidade de Informática do grau 3 nível 2, ambos da Universidade de Aveiro.
IX — MÉTODOS DE SELEÇÃO DOS CANDIDATOS:
a) Prova de conhecimentos com caráter eliminatório - este método de seleção poderá ser dispensado pelo júri caso o número de candidatos seja inferior a 30;
b) Avaliação curricular - tendo por base a análise das habilitações académicas, formação e experiência profissionais, constantes do curriculum vitæ.
c) Poderá ainda ser utilizado o método de seleção entrevista de avaliação de competências e perfil, no caso do júri não se considerar devidamente habilitado a decidir, em função da aplicação do método mencionado na alínea anterior.
IX.1 – Os critérios de apreciação e ponderação da avaliação curricular e da entrevista de avaliação de competências e perfil, bem como o sistema de classificação final, incluindo a respetiva fórmula classificativa, constarão de ata de reunião do Júri.
X — FORMALIZAÇÃO DE CANDIDATURAS:
Até ao dia quatro de dezembro de dois mil e dezassete, através de requerimento dirigido ao Reitor da Universidade de Aveiro (disponível em www.ua.pt/sgrhf – Área de Recursos Humanos – concursos e ofertas de emprego), acompanhado de curriculum vitæ detalhado, de cópia do documento comprovativo das habilitações literárias, cópia dos certificados comprovativos da frequência de ações de formação, cópia das declarações comprovativas de experiência e outros documentos considerados relevantes, entregues por correio eletrónico para sgrhf-concursos@ua.pt , pessoalmente ou por correio registado com aviso de receção, contendo menção explícita ao presente anúncio e respetiva referência, para o seguinte endereço:
Área dos Recursos Humanos da Universidade de Aveiro, Edifício Central e da Reitoria
Campus Universitário de Santiago, 3810-193 Aveiro
As instruções para a apresentação da candidatura, em suporte digital, encontram-se disponíveis na área de Concursos e Ofertas de Emprego da área dos Recursos Humanos, no endereço https://www.ua.pt/sgrhf/PageText.aspx?id=15053
X.1  A falta de entrega, dentro do prazo, de requerimento contendo menção explícita ao presente anúncio e respetiva referência, do curriculum vitæ detalhado e de cópia do documento comprovativo das habilitações literárias do presente anúncio, por factos imputáveis ao candidato, implica a exclusão do processo de seleção, sem necessidade de audiência prévia
XI  Conforme exarado no Despacho Conjunto n.º 373/2000, de 1 de março, do Ministro-Adjunto, do Ministro da Reforma do Estado e da Administração Pública e da Ministra da Igualdade, faz-se constar a seguinte menção:
“Em cumprimento da alínea h) do art.º 9.º da Constituição, a Administração Pública, enquanto entidade empregadora, promove ativamente uma política de igualdade de oportunidades entre homens e mulheres no acesso ao emprego e na progressão profissional, providenciando escrupulosamente no sentido de evitar toda e qualquer forma de discriminação”.

Fonte: http://uaonline.ua.pt/pub/detail.asp?lg=pt&c=52461