14/11/2017

Técnicos(as) Superiores de Supervisão para Banco de Portugal


O Banco de Portugal admite técnicos(as) superiores para o exercício de funções na área de supervisão direta no Departamento de Supervisão Prudencial.

Perfil Requerido
  • Habilitações literárias nas áreas de Economia, Gestão ou Finanças, Matemática, Informática, Estatística ou áreas de conhecimento conexas, com licenciatura pré-Bolonha ou licenciatura pós-Bolonha com parte escolar de mestrado concluída, preferencialmente com classificação final igual ou superior a 14 valores;
  • Pós-Graduação, Mestrado ou doutoramento nas áreas de Finanças, Gestão, Matemática, Informática, Estatística ou em áreas conexas (condição preferencial);
  • Experiência profissional mínima de 3 anos no setor financeiro, designadamente em funções de gestão, de análise financeira, de análise e controlo de riscos, de planeamento e controlo de gestão, de auditoria interna ou externa ou de consultoria;
  • Conhecimentos aprofundados de operações bancárias, gestão bancária, regulação financeira, normas contabilísticas aplicáveis às instituições de crédito, sendo igualmente valorizados conhecimentos em modelos de avaliação de risco, gestão de liquidez e de capital e processos de continuidade de negócio;
  • Capacidade de iniciativa, planeamento e organização do trabalho;
  • Facilidade de comunicação, de relacionamento interpessoal e capacidade para trabalhar em equipa;
  • Elevado sentido de responsabilidade;
  • Domínio da língua inglesa (oral e escrito);
  • Conhecimentos de informática em Excel Avançado, SAS, SQL e outros sistemas de exploração de informação.

PADRÕES GERAIS DE CONDUTA
O percurso profissional anterior deve revelar uma conduta orientada por elevados padrões de ética profissional equivalentes aos aplicáveis aos trabalhadores do Banco de Portugal.
Neste sentido:
  • deve revelar disponibilidade para o escrutínio necessário à verificação do cumprimento dos deveres gerais de conduta aplicáveis aos trabalhadores do Banco de Portugal;
  • deve manifestar um forte envolvimento na missão de interesse público que por lei é atribuída ao Banco de Portugal.
No momento da admissão, será solicitada a assinatura de uma declaração de tomada de conhecimento e de adesão ao Código de Conduta dos Trabalhadores do Banco de Portugal e ao Regulamento da Comissão de Ética e dos Deveres Gerais de Conduta dos Trabalhadores do Banco de Portugal.

PROPORCIONAMOS
A possibilidade de trabalhar numa instituição de referência, que atua em contexto internacional e que privilegia a realização e o desenvolvimento dos seus colaboradores.
Condições remunerativas compatíveis com a experiência e a responsabilidade da função a desempenhar.

CANDIDATURA
Se reúne as condições requeridas poderá apresentar a sua candidatura, até ao próximo dia 23/11/2017 (inclusive).
Em caso de dificuldade no preenchimento ou no envio da ficha de candidatura eletrónica, por favor contacte o Banco de Portugal pelo telefone +351 213 130 500 (disponível nos dias úteis entre as 8h30 e as 18h00).